14.5.11

TROCAR DE SANGUE

Os altares do sacrifício estão sempre acesos.
Somos o teu gado, Senhor.
Às vezes ordenas que suspendamos a mão sobre o filho.
A faca no ar perdeu o peso?
Agradecemos esta vez como se fosse sempre
mas deixamos o gume apontado ao coração dos homens.
Troca-se filho por cordeiro, troca-se de sangue
como se troca a camisa.
Um homem está sentado à porta da taverna
entre o vinho e o sol. Tem os dentes podres
cheios de buracos. A respiração passa pelas gengivas.
Também elas em sangue e vinho.

Rosa Alice Branco

GADO DO SENHOR, & etc, 2011



Manuel António Pina ganha prémio Camões - Cultura - PUBLICO.PT

Manuel António Pina ganha prémio Camões - Cultura - PUBLICO.PT:

Com a devida vénia, aqui lhe deixo os meus parabéns por este prémio mais que merecido.

13.5.11

"Onde sinto meu sangue é na poesia" - JN

"Onde sinto meu sangue é na poesia" - JN:

com a devida vénia, e os meus parabéns para Manuel António Pina, um dos maiores poetas vivos da nossa língua.

8.5.11

Memorando da Troika – Em Português | Aventar

Memorando da Troika – Em Português | Aventar:

Com a devida vénia, aqui deixo a ligação para o blogue Aventar que fez um verdadeiro serviço público ao traduzir para português o memorando da Troika.

4.5.11

[Onde há pessoas]

Onde há pessoas
Há moscas
E budas

Issa Kobayashi

PRIMEIRA NEVE [haikus], versões de Jorge Sousa Braga, Assírio & Alvim, Lisboa, Novembro 2002