31.12.16

PASSAGEM DE ANO

Um ano passa, vem outro:
Se fosse novinho em folha,
Mas de novo tem apenas
A folha do calendário,
O aumento dos impostos,
Das portagens, das viagens
E das coisas necessárias
Para uma vida frugal.
Mas que venha, nasça e cresça
E avance dia a dia,
Frutifique e amadureça
E distribua a alegria.

Domingos da Mota

[inédito]

13.11.16

LÍNGUA

A seca foi braba naquele ano.
O pai falou: Lá evém uma língua de fogo
do lado da Bolívia
e vai lamber todo o pasto.
O menino assustou: Língua de fogo?
O pai explicou ao menino que se tratava
de imagem.
Língua de fogo é apenas uma imagem.
Mas, pela dúvida, o menino retirou seu
cachorro da imagem.

Manoel de Barros

POEMAS RUPESTRES, Editora Record, Rio de Janeiro . São Paulo, 2004

28.10.16

PANDEMIAS

Peste negra
Cólera
Tuberculose
(Peste branca)

Varíola
Gripe espanhola
Tifo
Febre-amarela

Poliomielite
Sarampo
Malária

Sida
Gripe das aves
Peste grisalha


Domingos da Mota

[inédito]

19.10.16

MÁQUINA

Vende-se
Máquina de fazer sonetos
Marca Ghost Writer Poetry

Em bom estado
Pela melhor oferta
Resposta para
  
Caixa Postal 3333333
Rua de Camões
Cidade dos Poetas

Domingos da Mota

[inédito]

15.10.16

de literatura

eu que de literatura só sei
que nada sei,
quem tem uma guitarra
e um bom poema
é rei

Domingos da Mota

13 de Outubro de 2016

9.10.16

Quadra politicamente incorrecta/1

Seguindo as leis do mercado
Sem um mínimo pudor
Quem faz o diabo a quatro
Pode ser comendador.

Domingos da Mota

8.9.16

Café

Vou
tomar um café.
Depois do almoço
o café sabe-me bem,
sempre que posso.

Se
deixar de poder
(por prescrição),
depois resolverei
se irei ou não.

Domingos da Mota

[inédito]

28.8.16

Estudo para soneto: a ver passar comboios

Alfa Pendular
Intercidades
Urbano
Urbano

Alfa Pendular
Urbano
Urbano
Urbano

Intercidades
Mercadorias
Especial

Alfa Pendular
Urbano
Regional

Domingos da Mota

[inédito]

27.8.16

cimbalino

um cimbalino
por favor
- um quê?
- cimbalino:
café
curto
de máquina:
nem descafeinado
nem café
pingado
nem cevada:
um cimbalino
como 
no piolho

Domingos da Mota

[inédito]

26.8.16

soneto, com estrambote

a corrente de ar
os brônquios
a corrente de ar
os pulmões

a febrícula
a febre
a tosse
a consulta

o médico:
inspire
expire

diga 33
o doente:
33

33
33

Domingos da Mota

[inédito]