4.7.21

POEMA

no meio da estrada
um texugo morto
sonha com o vento

Luís Serra



NERVO/11 colectivo de poesia (maio-agosto 2021)

15.5.21

Como se fosse uma bala

Emprenha pelos ouvidos.
A gravidez de quem escuta
os boatos, os ruídos
daquele filho-da-puta.
E não espera nove meses
até que nasça o pimpolho;
o parto é muitas vezes
induzido, tudo ao molho
e fé nos usos e modas
que se propagam nas redes
sociais, mostrando as codas
de putativos segredos
que a má-língua propala,
como se fosse uma bala.

© Domingos da Mota

13.5.21

Diálogo

- Como estás?

- Cá vou.


- E tu, como vais?

- Cá estou.


© Domingos da Mota

25.4.21

Bestiário

De cravo negro
como se corvo
aguça o medo
e choca o ovo

Ovo de corvo
ou de serpente
est'ovo podre
remanescente?

© Domingos da Mota

Zeca Afonso Utopia.mov

17.4.21

A funda

Atirei pedras ao vento
Atirei pedras ao mar

O vento trouxe-me areia
Das nuvens caiu granizo


© Domingos da Mota

15.2.21

Metadiálogo

No panteão
dos heróis, quantos
assassinos?


© Domingos da Mota

28.1.21

[oh!]

Como é rico, oh!
riquíssimo esse grande,
grandessíssimo


© Domingos da Mota

22.1.21

[Urgência de vacinas:]

Urgência de vacinas:
contra a Covid
contra o fascismo


© Domingos da Mota

20.1.21

Ecos da posse



Ainda o ido
não era um fantasma,
e já havia viúvos
com ataques de asma


© Domingos da Mota


17.1.21

[Se um diz mata!]

Se um diz mata!,
o outro, esfola!,
o que extrapola
a diplomata?

Domingos da Mota



16.1.21

[O incumbente não usa]


O incumbente não usa
Os tempos de antena.
Notícia difusa,
E a gente confusa
Glosa o tema.

O incumbente já tem
Os seus convencidos
E outros; porém,
Espera o ámen
Dos indecisos.

Domingos da Mota

15.1.21

[O vermelho vivo]

O vermelho vivo
nos lábios, em riste
contra o embusteiro,
viste?


Domingos da Mota

Ecos da campanha

Porventura provoca,
insulta, ameaça?
Deixem-no esbardalhar-se.

Domingos da Mota

3.1.21

Debates

Não foi um debate.
Foi um atropelo.
(Seria um combate
Se pudesse sê-lo)

Sem moderação
Nem regras nem lei
A confrontação
Que presenciei.

De um lado, a feroz
Arrogância fruste
Do dono da voz:
Um grosseiro embuste.

Do outro, a noção,
A prova, o sinal,
A demonstração
Do porquê do mal.

© Domingos da Mota

27.12.20

Calendário vacinal

Prioritários de primeira
de segunda
de terceira

*

Secundários de primeira
de segunda
de terceira

*

Outros
diversos
vários

*

Negacionistas
tremendistas
retardatários

Domingos da Mota