06/07/2010

[poeta menor]

Riacho de tão vizinhas
margens na garganta,
voz corrente; em mim,
apenas este açude.
Aqui remodelo
as pequenas estruturas do ócio.
Linguagem pedestre,
sem mesmo a chapelada
sediciosa do til.
E a vida ensaia,
da aleta ao lábio,
a rubrica - sua cava ruga
de mofa sob o pranto.

Sebastião Alba

UMA PEDRA DESTE LADO DA EVIDÊNCIA, Campo das Letras - Editores, S.A., 2000

Sem comentários:

Enviar um comentário