05/06/2012

APARTE

No verso me integrei, decassilábico,
que aprecio, tão sóbrio e tão lacónico;
se em vez de ser heróico ele for sáfico,
troca o ser incisivo por eufónico.

O verso alexandrino é redundante
e, quando colocado num soneto,
o soneto se torna exuberante,
perde o tom que lhe é próprio, o ar discreto.

O soneto insubmisso tenta o poeta:
incerto mas ardente - esquiva chama.
Como O'Neill "pedalando a bicicleta"
e, como "a custo", Sebastião da Gama.

Perdoem! misturei técnica e arte:
isto não é um soneto, é um aparte.

Armando Pinheiro

Sonetos Plurais, Gota de Água

Sem comentários:

Enviar um comentário