23/05/2012

ILUMINAÇÃO NA PONTE DE LEÇA

Arranca  Pára
Pára  Arranca
De súbito a tua cara
a tua barba branca

Em cima de um contentor
manobrando um guindaste
Pai Pai porque
me abandonaste?

Jorge Sousa Braga

O NOVÍSSIMO TESTAMENTO e outros poemas, Assírio & Alvim, Lisboa, Abril de 2012

Sem comentários:

Enviar um comentário