07/02/2010

VIOLENTÁMOS A NATUREZA QUANDO MATÁMOS AS NOSSAS FERAS

Os homens copiavam os anjos;
Os anjos copiavam os homens;
Ambos copiavam a inocência;
copiava uma inocência como feras.

Homens como os feras devoraram
devoraram os anjos como feras.
A inocência vestiu-se de roxo
pelo luto das futuras eras.

Natália Correia

AS Maçãs de ORESTES, Publicações Dom Quixote, Lisboa, Julho de 1970

Sem comentários:

Enviar um comentário