28/02/2010

[há o coração é o cão]




há o coração é o cão
preso por uma carícia
não sou eu que o prendo
o cão é que me solta

Joaquim Castro Caldas

, edições apalavrados

Sem comentários:

Enviar um comentário