06/07/2009

DITOS

Ignoro a lei, do mais forte
colho fraquezas. Jogo a indecisão
ao limite das escolhas e do reverso
medalho o peito: ao esteta cabe
a resolução da tinta sobre a tela.


       Estatelo o concreto
       e me abstraio
       ao recente: arranco pregos
       depositados e entrecuzo
       vidas. Desenrolo a lei
       ofertada ao amigo. Aos inimigos
       deposito moedas cunhadas
       em honra da vitória.


Pedro Du Bois


(inédito)

1 comentário:

  1. Caríssimo Domingos, agradeço pela divulgação. Perfeita a transposição. Abraços, Pedro.

    ResponderEliminar