17.7.17

Do estigma

Não é cigana. Mas se
fosse cigana, que mal
teria em sê-lo, já que
ser cigana é natural
que o seja quem o é,
e o possa ser sem estigma,
sem exclusão, por má-fé
ou exprobração indigna?
Mas apodar de cigana,
como se fosse um insulto,
uma ofensa desumana,
quem o faz, além de estulto,
será mais um imbecil
a somar a quantos mil?

Domingos da Mota

[inédito]

Sem comentários:

Enviar um comentário