21.3.16

O poema

O poema é como um peixe
que se liberta do anzol.
Mas há quem pesque -- e o deixe
mais brilhante que o sol.

Domingos da Mota

[inédito]

Sem comentários:

Enviar um comentário