30.7.15

Silogismos da amizade

Um amigo, sendo amigo,
não te trai nem ferra a mão:
abrigo no desabrigo,
certamente está contigo
mesmo quando te diz não.

O que se finge de amigo,
não vale a pena, é mau:
esconde no seu umbigo
a ameaça do perigo,
o veneno de lacrau.

Domingos da Mota

Clube Literário do Porto, 27.09.2009

Sem comentários:

Enviar um comentário