13.1.13

Gralhas

Deixam no ar, sibilinas,
os seus pios guturais:

olhos de lince, mofinas
comem acentos, vogais,

consoantes, muitas vírgulas
e ditongos e sinais.

Num pasto de ortografias,
de notícias de jornais,

de sintaxes, de semânticas,
poisam as gralhas vadias

(aluadas e românticas),
como se fossem vestais.

Domingos da Mota

(revisto)

2 comentários:

  1. Excelente, caro Domingos da Mota.

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. António MR Martins,

      Obrigado pela visita e pelo generoso comentário.

      Abraço.

      Eliminar